A história de Lass

Ir em baixo

A história de Lass

Mensagem por Steve em Qua Dez 28, 2011 5:55 pm

Era tarde quando a Grand Chase saía do castelo de Cazeaje após a difícil batalha contra a mesma. Muitas coisas aconteceram naquele lugar, a revelação de que o pai de Elesis estava em uma fenda entre as dimensões, e poderia voltar a qualquer momento ou talvez não, e a incorporação de um sujeito mito estranho na equipe. Lass, um sujeito que estava sobre o domínio de Cazeaje, ele tinha seus cabelos brancos mas não aparentava ter mais de 17 anos, olhos azuis e um jeito misterioso, nada se sabia sobre ele, e parecia que nem ele mesmo sabia. Agora a equipe Grand Chase rumava para a terra dos deuses: Xênia, onde uma voz sinistra havia os mandado ir.
A noite caiu, Elesis não mostrava, mas se preocupava e constantemente olhava para trás como se seu pai fosse surgir a qualquer momento de trás de uma moita, Lire e Arme montavam as barracas, Ryan e Ronan colhiam gravetos para uma fogueira, Jin tentava fazer o fogo e Elesis e Lass estavam em cantos separados. Lass parecia distante, algo o incomodava profundamente, enquanto a ruiva pensava em seu pai e olhava de relance para Lass, como se desconfiasse dele.
Arme: Terminamos com as barracas, Elesis. Lire está pegando algumas frutas na bagagem.
De repente uma voz saiu de uma das barracas montadas.
Lire: Vão para a fogueira achei marshmallows e umas maçãs aqui.
A elfa Lire trazia sacos de papel com maçãs e Marshmallows, Ronan cutucava Ryan e ria da cara dele por causa de seu olhar para a elfa loira que trazia a comida. Arme aumentou o fogo magicamente e isso assustou um pouco Ronan que caiu da pedra que se sentava todos riram menos Lass que lustrava suas adagas.
Lire: Venha Lass, vamos comer algo, ânimo, nós derrotamos Cazeaje.
Lass estremeceu ao ouvir esse nome e pareceu ter uma visão de seu passado ele caiu no chão ajoelhado, e ofegante olhou para Lire. E com a voz num tom raivoso e alto disse.
Lass: Nunca mais, e eu repito, NUNCA MAIS, diga esse nome na minha frente. OK? Ou não terei responsabilidade pelos meu atos.
Lire pareceu muito chateada mas manteve o sorriso no rosto e distribuiu a comida para todos. Lass se juntou a equipe e recebendo olhares tortos pelos colegas, começou a comer sua maçã, a cada mordida tinha a sensação de que algo em sua cabeça o fuzilava e fazia doer, e lembranças do que ele fez possuído por Cazeaje vinham à sua cabeça, assassinatos, torturas e outras coisas o horríveis. Lass fechou os olhos e quando abriu estava no chão, todos da equipe olhavam para ele, Lire, a elfa, estendia a mão para ele se levantar, Lass deu uma tapa forte na mão de Lire.
Lass: Não preciso de você, posso fazer isso sozinho.
Lire irrompeu em lágrimas, e entrou em sua barraca chorando, Ryan e Elesis se levantaram bruscamente, Ryan pegou seu machado e Elesis sua espada, Ryan partiu para cima de Lass.
Ryan: Seu desgraçado, como se atreve, a fazer isso?
Jin: Calma, Ryan.
Ryan: Calma uma ova, eu vou matar esse sujeito.
Ryan deu uma machadada em Lass, mas Lass simplesmente desapareceu numa nuvem de fumaça, apareceu atrás do elfo e cortou levemente o pescoço dele, mas não evitou o ataque surpresa de Elesis que o arremessou para longe com uma estocada e um corte no peito. Lass olhou o sangue em seu peito e pareceu com raiva. Ele pegou uma shuriken e atirou em Elesis que defendeu com a lâmina, mas quando Lass ameaçou jogar dezenas dessas, Arme paralisou os três gritando:
Arme: Chegaaaaa!! Parem já. Elesis se acalme, Ryan você também, vá ver como a Lire está. E você Lass, isso não é jeito de se tratar uma garota.
Lass: Não preciso desse sermão. Estou indo.
Jin: Lass, volte, é perigoso na floresta, dizem que há Oaks por aí, não vai querer encontrá-los.
Lass se levantou contrariado e saiu andando pela floresta adentro na noite escura e sombria, como se o espírito de Cazeaje abraçasse a floresta. Lass se distanciou do acampamento da equipe Grand Chase ouvindo resmungos de todos e todas, ainda dava para ouvir os soluços de Lire.
Assim que saiu do acampamento da Grand Chase, Lass desejou voltar, mas teve o receio de não ser aceito de volta, as trevas rondavam a floresta e um frio vento fazia os dentes do ninja baterem uns nos outros.
Começou a andar pela floresta e logo ouviu passos, encostou numa arvore e usou a técnica penumbra e sacou suas adagas, o som dos passos aumentava e logo depois se ouviu um uivo.
Lass: Um lobo? Sozinho? É melhor cuidar logo disso antes que ele chame sua alcatéia.
Lass correu até onde vinha o uivo e viu um lobo enorme, um lobisomem. Era laranja e farejava algo, e tinha impressão que esse algo era o ninja. O lobo sentiu o cheiro dele e partiu pra cima de Lass com suas garras, com os golpes Lass foi arremessado para longe, e bateu com o corpo em uma árvore, seu peito com vários cortes sangrava muito, e sua cabeça sangrava no lugar da batida, mas Lass conseguiu se levantar e começou seu ataque, pegou uma Shuriken gigante pulou e gritou enquanto jogava a Shuriken Gigante.
Lass: Ferrão de vespa.
A shuriken bateu no lobo e girou totalmente parada cortando o lobo no peito igualmente ao seu corte. O lobo caiu e se transformou em um conhecido: Ryan, o druida da Grand Chase. Lass o pegou pela camisa e falou.
Lass: O que você tem na cabeça. Queria me matar?
Ryan: Queria proporcionar a você, a mesma dor que proporcionou a Lire!
Ryan cuspiu no rosto de Lass, então o ninja perdeu o controle e jogou Ryan no chão, pegou sua adaga e fez menção de cravar a adaga no pescoço de Ryan, mas parou na metade do golpe. Tremia muito e recuou, largou as adagas e começou a resmungar.
Lass: Não, não, não posso. Não sou como ela. Não sou assassino.
Lass continuava tremendo, e colocava as mãos na cabeça, lembranças do que ele fez vinham a sua cabeça como um foguete. Ryan se levantou meio desnorteado e tonto, pensou em atacar Lass, mas ao ver o estado do rapaz, guardou seu machado, se aproximou de Lass e começou a falar.
Ryan: Não sei como se sente, mas deve ter sido ruim o que você passou nas mãos de Cazeaje.
Lass: Ruim? Ruim? Você acha que foi apenas Ruim!? Matar gente, sabendo que não quer, sem poder parar, e mesmo assim faz? Você não faz idéia do que passei!
Ryan deu um tapinha nas costa de Lass e disse.
Ryan: Você não está sozinho, todos sofremos antes de chegar a Grand Chase, talvez não tanto como você, mas sofremos. Não fique assim cara, tenho certeza que superará isso tudo, é só confiar em nós.
Lass reagiu instintivamente e deu um empurrão no elfo. Ryan, no chão, gritou.
Ryan: Você é maluco? Não ouviu o que eu disse?
Lass: Shhhh.
O ninja apanhou suas adagas e usou sua técnica penumbra, e desapareceu. Ryan ouviu um sussurro em seu ouvido.
Lass: São Oaks de pedra, te protegi de um machado na cara, devia me agradecer, ao barulho dos passos são dez. Cuidado.
Ryan empunhou seu machado e começou a andar para onde vinha o barulho de passos. Logo adiante se viam Oaks, seres parecidos com ogros que carregavam porretes, e machados, e um deles, o maior, carregava um martelo enorme e vinha com uma armadura de couro, um Oak Guerreiro. Ryan partiu pra cima deles e deu vários golpes de machado em dois Oaks com porretes, cortou um ao meio e o outro perdeu a cabeça por uma adaga que parecia ter surgido do nada, e logo depois surgiu a imagem de Lass, que pulou em cima do ombro de um Oak com machado e cravou a adaga em seu pescoço, jorrou sangue para todos os lados e o Oak da machadinha caiu no chão.
Lass ouviu um uivo e soube que Ryan tinha se transformado naquele lobisomem, o ninja ouviu gritos de Oaks sendo massacrados pelas garras enormes do lobisomem laranja, Lass olhou para trás e viu dois corpos sem vida aos pés de Ryan que deixava sua forma lupina, mas quando virou foi acertado por um porrete, um Oak tinha batido nele. O ninja se irritou e chegou perto dele e fez uma sequência de cortes no monstro e depois cortou o ar fazendo uma onda afiada atingir o monstro que foi partido ao meio, Lass matou mais um monstro e ouviu um grito não tão distante.
Ryan: Fúria do Titã.
Arrisquei olhar e vi que Ryan esmagara dois Oaks numa machadada só, ele acenou para mim, só que não reparou que os dois Oaks com machado se levantaram e miraram um ataque nele, Lass rapidamente pegou quatro shurikens e arremessou duas em cada Oak, Ryan se espantou e agradeceu.
Lass: Concentre-se. Olhos na luta!
Ryan: Um “de nada” é suficiente
Lass: Que seja. Só sobrou aquele.
O ninja apontou para um Oak enorme, que era blindado por sua armadura, trazia em suas mãos uma marreta de ferro enorme, maior que a maga Arme embora não fosse muito difícil ter esse tamanho. Ryan correu para perto do monstro e começou a atacar, mas o monstro deu uma martelada nele. Fui até ele e o levantei.
Lass: Não ataque assim todo o tempo, vire lobisomem de ovo e o ataque muito forte, um ataque direto contra um cara desses é burrice. Eu o pegarei por trás.
Ryan: OK.
Ryan transformou-se em lobo e atacou freneticamente a frente do Oak, os cortes não pareciam nada na pele dele, Lass chegou por trás do Oak Guerreiro e usou o mesmo golpe que lançou em Ryan um pouco antes.
Lass: Ferrão de Vespa.
Jogou uma Shuriken gigante nas costas de Oak Guerreiro, que continuou a girar e o cortou nas costas, Lass não parou e continuou cortando-o.
Lass: Dança das Adagas.
Lass deu um giro em 360 graus e depois avançou no Oak guerreiro que ficou com as costas sangrando muito, mas se virou e lançou o ninja para longe com seu martelo, o rosto de Lass ficou totalmente coberto de sangue, e tudo foi escurecendo. Um rugido de dor. Um grito de vitória e outro de desespero, e sentiu ser levantado depois disso ele apagou.
Acordou com o sol batendo em seus olhos, a claridade o incomodava um pouco, ele se levantou, tinha uma faixa com gaze em sua cabeça, a visão ainda estava turva, mas deu pra perceber quem era que o observava no canto da cabana, tinha os cabelos loiros e via manchas verdes em seu rostos, os olhos. Era Lire.
Lire: Nossa você acordou, ainda está com dor?
Lass: Sim, um pouco. E... Sobre aquela noite...
Lire: Não precisa dizer nada.
O ninja, se levantou, tinha quebrado a perna também ele tentou ficar de pé, mas caiu de dor, Lire se divertiu um pouco com a vista do garoto tão bruto, caindo na cama tão frágil.
Lass: Não. Eu digo sim, fui um retardado, um tolo em menosprezar os problemas de todos, sinto-me envergonhado de tratar uma garota bela como você daquele jeito. Eu peço que você me perdoe.
Lire: Eu te perdôo eu sei que não foi fácil. Ryan me contou de seus atos na floresta, ele disse o que você sentia.
Lass corou um pouco, deitou-se na cama e viu uma pessoa entrando, era Ryan.
Ryan: E aí parceiro, boa estratégia lá na floresta, te devo minha vida.
Lass: Considere seu salvamento e estaremos quites. E me desculpe pelo que fiz, queria me desculpar com todos.
Ryan: Tá certo, vou avisar, descanse aí, ouvi dizer que Jin localizou as Catacumbas de Kastulle amanhã partiremos para lá.
Lass se deitou e começou a dormir, suas dores amenizadas por ter sido perdoado e finalmente tinha encontrado pessoas, pessoas que o fizeram quase esquecer do que passou nas mãos de Cazeaje. Amigos. Ficou acordado o tempo suficiente para ver que Lire saía acompanhando Ryan, “Um belo casal”, pensou Lass, antes de apagar de novo.
avatar
Steve
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 74
Data de inscrição : 16/09/2011

Ficha Mitológica
HP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Energia:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum